CIMRL|

Na passada terça-feira, em Ansião, a ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, presidiu à apresentação do Plano de Acção Estratégico Pinhal Interior 2030 e à formalização do Contrato de Consórcio da Intervenção Integrada de Base Territorial (IIBT) do Pinhal Interior.

O plano estabelece a Resiliência do Território, Coesão Territorial, Competitividade, Atractividade, como pilares estratégicos a explorar para combater o despovoamento e envelhecimento da população, a redução da população activa, a falta de competitividade e diversificação da estrutura económica, a incapacidade de atrair talento e investimento, a reduzida oferta de serviços à população residente e de empreendedorismo, e a preservação dos recursos naturais.

O incentivo previsto é de 127.300 euros, dos quais 45 mil têm financiamento garantido pelo Programa Regional do Centro (Centro 2030), para aplicar a oito programas temáticos e 28 operações.

O Pinhal Interior é uma área rural com fraca densidade urbana, representando na região Centro e no País os maiores desafios e vulnerabilidades ambientais, naturais, demográficas, sociais e económicas.

A IIBT do Pinhal Interior integra 139 freguesias de 24 municípios das Comunidades Intermunicipais da Região de Coimbra, Região de Leiria, Médio Tejo, Beira Baixa e Beiras e Serra da Estrela, correspondendo a 5.484 quilómetros quadrados.

A população residente estimada é de 171.421 habitantes.

Comments are closed.

Close Search Window